segunda-feira, 10 de maio de 2010

Não é o que parece



Apenas uma garrafa de Erdinger, certo? Errado! Reparem na tampinha:


Essa aí vocês não encontram no Haus München, Frei Tuck, Café Viena ou Mamãe Bebidas. Foi feita pelo Juliano Caldeira, proprietário do bar Rima dos Sabores e leva nada menos que... água de coco! Essa garrafa da foto (e que não tem nada a ver com Erdinger, hein?!) eu levei para casa depois de ir conhecer o bar, há duas semanas, e ainda não a abri por recomendação do próprio Juliano, que é cervejeiro caseiro. O motivo: na ocasião da visita, a bebida ainda não estava no ponto, precisava de uns dias para maturar. Acho que agora já dá para abrir. Em breve darei notícias a respeito.



P.S.: Desculpem pelo sumiço na última semana. Andei apertado no jornal.

8 comentários:

  1. Olá Eduardo, bom dia!

    Meu nome é Ana Carolina, sou graduanda em Turismo pela UFMG e cozinheira formada pelo Senac - MG.
    Gostaria de saber, por gentileza, se posso contar com sua ajuda?
    Estou fazendo minha monograifa de conclusão de curso e meu tema é a valorização da cultura alimentar de MG no Comida di Buteco.
    Elaborei oito perguntas a respeito do tema e objetivos propostos.Não tomatei mais do que 15 min de seu tempo.
    Acredito que sua opinião será fundamental para a análise de meus dados.Como não possuo seu email, postei minha mensagem em seu blog.
    Posso contar com a sua colaboração, por gentileza? Meu email é acarolts@yahoo.com.br.
    Obrigada e aguardo seu retorno.
    Att,
    Ana Carolina Teixeira Santos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana.

    Já te respondi por e-mail.

    Atenciosamente.

    ResponderExcluir
  3. Ele fez a cerveja com água de coco? Uai, deve ter ficado interessante. Conta para nós depois. Abs.

    ResponderExcluir
  4. Pode deixar, Clara! Em breve darei notícias a respeito.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. João Fernando da Costa10 de maio de 2010 18:59

    Girão, boa tarde. Fiquei sem entender. A cerveja é com água de coco? Mas então não é a Erdinger? Ele só pegou a garrafa para envasar a cerveja dele? Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Oi, João.

    É isso mesmo. Ele só aproveitou a garrafa para engarrafar uma outra cerveja, que fez do início ao fim. Não leva água, somente água de coco! O rótulo ficou lá por acaso - certamente ele esqueceu de tirar. Vou mexer no texto para deixar isso mais claro. Obrigado pelo toque!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Caríssimo Eduardo,
    Certamente você gostará da cerveja.
    Já tive o prazer de experimentá-la.
    Inclusive dei notícias no seu blog.
    Em Abril, título "Cerveja com quê".
    Através de post datado em 11.04.10.
    E aí...(a)provou a moela de avestruz?
    Notou um toque diferente no molho?
    Sincero abraço,
    MARCELO BRANDÃO

    ResponderExcluir
  8. Marcelo,

    provei a moela sim. Gostei. Achei o sabor bem semelhante ao da moela de galinha, mas com a textura dos cortes bovinos de segunda cozidos. Na minha opinião, os petiscos do bar poderiam vir sem tantos molhos ou com molhos mais suaves, o que permitiria distinguir mais facilmente as peculiaridades de sabor de cada carne. A moela, por exemplo, veio com molho barbecue, que rouba facilmente a cena. Mas, em geral, gostei de tudo o que comi.

    Abraços.

    ResponderExcluir