quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

O fim do fim do Pier 32

Descendo a Afonso Pena, pouco antes do cruzamento com a Contorno, me deparo com a seguinte cena:


Sabem do que estou falando? Para quem ainda não lembrou, o imóvel onde está essa academia de ginástica é o mesmo onde funcionou o lendário restaurante Pier 32. De 1984 a 1998, fez fama com seu bufê, no qual se destacavam a picanha preparada na hora, na frente do freguês, a batata com manteiga café de paris (assada embrulhada em papel alumínio) e o estrogonofe, entre outros. Símbolos de uma época, claro. A casa foi sinônimo de boa comida na cidade e seu fechamento deixou muita gente na melancolia gastronômica - eu inclusive. Em março de 2005, um grupo conseguiu reativá-lo. Conseguiram o feito de reunir 80% da brigada original, incluindo Tio Wilson, chef de cozinha que trabalhou no local ininterruptamente. Algo realmente notável, pena que não deu certo. Algum tempo depois, a casa já apelava para formas mais rápidas e baratas de serviço na hora do almoço. Não tardou para que tivesse as portas fechadas. A placa com a logomarca permaneceu por vários anos ali, mesmo com a casa fechada. E agora temos uma lápide "fitness" para ela.

4 comentários:

  1. Há muito tempo o Pier 32 faz parte do imaginário coletivo de quem um dia já passou por lá. Pra nós, que fomos quando muito novos, a idealização do que era um dos melhores restaurantes de BH é ainda maior.

    Tenho as mesmas recordações!


    Abs,
    Gui

    ResponderExcluir
  2. Gui,

    fui ao Pier 32 sempre na companhia dos meus pais, mas me lembro de que era meio caro. Era um programa para de veeeeez em quando, no caso lá de casa. Talvez por isso a lembrança dele seja tão boa hoje.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. foi o melhor restaurante que fui em toda minha vida...
    tenho otimas recordações de la!
    show de bola, deixou muitas saudades...
    poderia voltar...

    ResponderExcluir
  4. Concordo , foi o melhor restaurante lamento muito ter fechado.

    ResponderExcluir